Monday, 30 May 2011

Uma semente de casa [ A different kind of seed]

O despertador dos deuses [The Gods' alarm-clock]

(Está visto que o amanhecer não conhece modéstias nem desvontades...]

Saturday, 28 May 2011

Friday, 27 May 2011

Vem comigo [Come with me]

fazer estilhaços de azul...e um caminho sempre mais além.

Thursday, 26 May 2011

Seara [Wheat-field]

...era eu que acreditava que numa espiga
cabia, inteira, a memória  de uma seara...um corpo ondulante e doirado
Sob as mãos vento.

Tuesday, 24 May 2011

A janela [The Window]

Hoje o eu é outro eu
atraso o passo sem saber em que esquina  dobre o horizonte
enleada em nós de atar e desatar...
talvez o amanhã nasça janela,
(mais azul que o azul de todo o céu)
a aguardar uma paisagem de mim.

Sunday, 22 May 2011

Luzeiro [Light white]

...para a noite não se perder...

Friday, 20 May 2011

Thursday, 19 May 2011

Atrevimento

Alheias a muros,
 as sombras conseguem sempre alcançar o lado claro dos dias.

Tuesday, 17 May 2011

Saio para a varanda...

... cá dentro não há lugar que me caiba, nem paisagem que me pinte o olhar.

Monday, 16 May 2011

Zigzaletrar

Thursday, 12 May 2011

Tuesday, 10 May 2011

Linha de horizonte [Horizon]













Liberto a linha do horizonte,
para te acender uma espiral antes do amanhã.


Sunday, 8 May 2011

Tenho sede... [I'm thirsty...]

...de palavras que me sirvam como a sombra que desenha o meu corpo ao sol.

Wednesday, 4 May 2011

Colo verde

One step forward...

...waiting for the two steps back!