Saturday, 20 October 2012

Escrita em branco I

Deixa-me dizer-te de um lugar 
onde o silêncio se arrepia de palavras e as sombras são desenhos de demora.

9 comments:

João Menéres said...
This comment has been removed by the author.
João Menéres said...


Apanhas-me a agradecer COMENTÁRIOS ou a enviar e-mails e PIMBAS...EDITAS...

Belíssimo e delicadissimo reflexo de uma ESPIRAL !



Vamos a ver o que te arranjo para 2ª feira...

Um beijo com muitos reflexos.

AN said...

De uma leveza tão delicada...gosto muitíssimo.

Um abraço

João Menéres said...

Hoje é Dia do Poeta ?
Fica para amanhã...

joaquín said...

Estoy deseando ver el resto de la serie

Rute said...

Quanta delicadeza, Lina...lindíssima!

1 beijinho:)

Remus said...

Mau... mau...
Não vai começar com as "suas coisas".
Já não chegava ter o Coelho e o Gaspar a atazanar-me as ideias, agora também ainda tenho que levar com isto?
Fotografias destas, deviam pagar pelo menos 50% de imposto (um qualquer, desde que seja imposto).
:-)

Anonymous said...

... silêncios sempre foram por vezes vendaval de palavras ... na tentativa anular a ausência ...
T

Anonymous said...

...adoro...:)