Wednesday, 30 January 2013

Sem arco-íris à vista...


13 comments:

João Menéres said...

Já vi este tema e o rio tratado noutro blogue.
Curioso...
Mas, tu invadiste-o com uma esécie de neblina.
Vantagens de quem se levanta cedo !

Desta ves, não vou assumir o arco-íris, O meu é sol em AZUL, bem sabes. Como tal, nunca poderia ser o arco-íris que não tena à vista.

Um beijo.

chapiniki fotos said...

Estupendo paisaje con un b/n magnífico. Me gusta cómo has jugado con las líneas, guiándonos por la foto.

Enhorabuena.


Abrazos.

João Menéres said...

Lá em cima saíu "esécia"...
Claro que era ESPÉCIE !

Esta manhã, ao voltar a ver a imagem, senti o teu extenso abraço envolvendo-me disfarçado de ponte.

Uma maravilhosa imagem, sem dúvida.

Um beijo.

Kaipiroska said...

A foto não precisa de arco-íris nem de qualquer outro adorno. Está ótima tal como está! E sim concordo com o comentário feito no cool shots. Às vezes é mesmo muito complicado explicar o porquê de gostarmos daquela foto :)

Marco C. said...

ah eu gostava tanto d ter oportunidade de fotografar aí nesse msm local! mas passo-lhe sempre por cima!

Minimal said...

Magnífica composición, muy atractiva para mi, la imagen tiene una profundidad y un sentimiento de soledad que me gusta mucho. :-)

Un saludo.

João Menéres said...

KAIPIROSKA

No caso, até o ribeiro engrandeceu a imagem !
E, claro, que não por acaso !

Um beijo.

Remus said...

Pode não ter o arco-íris, mas tem um arco de betão, que neste caso, também tem o seu encanto.
Bela composição, em que o preto e branco resultou muito bem.

Cristina Ferreira said...

Esta imagem está muito bonita, e bem escolhida a opção em p&b.

Clarice said...

ADORO!

Anonymous said...

... sem arco-íris à vista é certo mas com a enorme certeza que ... lá por detrás daquela nebulosidade o eterno azul a esperava ...
T

mfc said...

Gosto de espaços largos e difusos como este o é tão bem!
Beijos,

Fabricio K. Ramos said...

Longe... muito longe